4 de jul de 2008

NOTÍCIAS SOBRE BANDA LARGA NO BRASIL

Apresentação de informações referentes à disponibilidade, uso e dificuldades em relação ao acesso à Internet via BANDA LARGA. Sempre procurando informações com recorte racial, territorial e de gênero.

Apenas 300 dos mais de 5 mil municípios brasileiros são bem atendidos por Web banda larga


São Paulo, 03 de janeiro de 2007 – Apenas 300 dos mais de 5 mil municípios brasileiros são bem atendidos por banda larga, segundo o chefe de gabinete adjunto de Agenda da Presidência da República, Cezar Alvarez. O motivo apontado por Alvarez é que não há interesse de mercado em fazer o investimento em locais com pequenas populações.

Por isso, segundo ele, o governo está negociando com as concessionárias a instalação da banda larga em todas as escolas públicas do País, como forma de ampliação do mercado. Ele destacou o papel do acesso à tecnologia digital na educação e no acesso à informação, além do aumento da produtividade nas empresas. Alvarez ainda ressaltou que não há interesse das concessionárias de telefonia em ampliar os serviços de planos populares de acesso à Internet discada.

Orelhão e fax
O chefe de gabinete explicou ainda que os técnicos do governo se deram conta, há pouco tempo, de que a obrigação de instalação de serviços de telecomunicações (PSTs) não é mais a melhor alternativa para as comunidades sem Internet. "O que adiantaria ter os postos com orelhões e um fax, além de um terminal qualquer de acesso à Internet, sem passar nas escolas e nas casas das pessoas?", questionou.

Cezar Alvarez participou da audiência pública promovida pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática para discutir novas metas para o PGMU (Plano Geral de Metas de Universalização) da telefonia fixa.

Segundo ele, a inclusão digital é objeto de políticas públicas, mas é necessário que, além do governo, outras entidades possam colaborar para isso. Alvarez ressaltou que o barateamento dos equipamentos e a modernização dos espaços públicos para inclusão digital, os telecentros, são algumas das linhas de atuação para ampliar a inclusão digital.