15 de abr de 2009

MP quer cotas para modelos negros na SP Fashion Week


S. Paulo - A exemplo do que já fazem mais de 50 Universidades brasileiras, as grifes que participam da São Paulo Fashion Week – a maior feira de moda do país – poderão ter de adotar cotas para negros, segundo a proposta do Ministério Público do Estado.No ano passado, o percentual de modelos negros no evento não chegou a 3%, o que gerou denúncias da prática de racismo pelas grifes e um inquérito que é presidido pelo a promotora Déborah Kelly Affonso, do Grupo de Atuação Especial de Inclusão do MP paulista. “O percentual de modelos negros é bem menor que o de brancos.




Fonte: http://www.blackbookmag.com/ee/images/uploads2/sao-paulo-fashion-week-days.jpg


O objetivo da Promotoria é fazer um acordo de inclusão social. Estabelecer um número mínimo de modelos negros a desfilar”, afirmou a promotora. Segundo o IBGE os negros (pretos e pardos), correspondem a 49,7% da população brasileira.A proposta do Ministério Público já começou a provocar a reação de empresários que participam da SPFW. A estilista Glória Coelho (foto) acha que “a cota pode interferir na obra do estilista”, mas, curiosamente, num ato, falho considera muito natural que os negros participem do evento exercendo papéis subalternos. “Na Fashion Week já tem muito negro costurando, fazendo modelagem, muitos com mãos de ouro, fazendo coisas lindas, tem negros assistentes, vendedoras, por que têm de estar na passarela?”, afirmou. Continua...


"a adoção de cotas para modelos negros proposta pelo Ministério Público Estadual “pode interferir na obra do estilista” .


Esta é uma declaração, de uma das pessoas que tem uma grife que desfila na referida atividade, que certamente conta com recursos públicos.




Estilista Reinaldo Lourenço e Gloria Coelho - Foto: Zilda Brandão




12 de abr de 2009

Song Around the World "Stand By Me"

Estes dias de feriado em casa, tem me feito encontrar várias PÉROLAS. Esta, alia tecnologia, música e uma consciência global, sem abandonar o local. Vejam e Ouçam, porque Audio-Visual é assim mesmo.



Espero que gostem e façam relação com os conteúdos discuticos aqui, neste espaço.
Abraços
Agnaldo Neiva