21 de nov de 2008



No mês da Consciência Negra Veja ataca Zumbi

Clique na imagem para ler (se é que o conteúdo está legível)

Esta é uma típica reportagem de um canal de comunicação que pretende ser um dos principais canais de acesso de informação no país. Famosa pelas reportagens destruidoras de mito, ou melhor, que tentam destruir os mitos, agora ela compra problema com a comunidade negra deste país. Ela será que não pensa na represália que a comunidade negra pode realizar em relação à esta publicação. A quem serve uma reportagem desta? Eu sei. Serve para alimentar visões preconceituosas justamente quando a população negra comemora os 313 anos de seu maior ícone.

A Revista pretende com isto desestabilizar um imaginário composto por estereótipo, racistas, pessoas que não conseguem aceitar ter que sentar junto a um/a negro/a pra sequer discutir qualquer questão. Somos vistos como seres que servem para decorar as festas dos brancos... até quando?????


O portal AFROPRESS, a respeito desta reportagem, escreveu o seguinte: "A revista Veja, da Editora Abril, conhecida pela campanha sistemática contra as ações afirmativas e as cotas para negros e indígenas, assumiu uma nova bandeira: desconstruir a imagem de Zumbi dos Palmares, morto pelo bandeirante paulista Domingos Jorge Velho, no dia 20 de novembro de 1.695.Em matéria de duas páginas na edição 2087 – nº 46, de 19 de novembro, assinada pelo jornalista Leandro Narloch, com o título de “O enigma de Zumbi”, a Revista se refere a estudos recentes para afirmar que ele próprio pode ter sido dono de escravos no quilombo dos Palmares e aponta distorções nos livros didáticos sobre Palmares". Fonte: Afropress

2 comentários:

Alex Castro disse...

Olá.

Muito legal o blog de vocês, indispensável mesmo. Nunca comento, mas estou fazendo uma série de posts sobre racismo no meu blog. As discussões estão interessantes, já tem alguns posts com mais de 150 comentários. Se quiserem dar uma olhada e me ajudar a divulgar, agradeço: http://www.interney.net/blogs/lll?cat=2280

Abraços,
Alex Castro

Agnaldo Neiva disse...

Olá Alex Castro

Fui prontamente ao seu Blog, e adorei o conteúdo, a força dos seus argumentos e a apresntação das diversas facetas para se compreender os mecanismos do racismo no Brasil e os mecanismo utilizados por aqueles/as que insistem em dizer, a partir da academia principalmente, que o racismo não existe.

Parabens pelo Blog e continue nos visitando.

Agnaldo Neiva