1 de nov de 2010

NOVEMBRO NEGRO NO OBSERVATÓRIO | 3º ANO



Abrimos aqui o NOVEMBRO NEGRO NO OBSERVATÓRIO DO RACISMO VIRTUAL. Nossa intenção é acompanhar neste mês, as mobilizações em torno do 20 de Novembro, mês em que comemoramos a imortalidade de ZUMBI DOS PALMARES.
Muitas são as temáticas que aqui podem ser apresentadas, desde que sejam motivo de debate na sociedade. Mas algumas relativas às iniquidades que afetam diretamente a população negra deste país merecerão destaque, tais como:
  • as persistentes DESIGUALDADES RACIAIS:
    • Saúde - a quantas anda a Saúde Integral da População Negra?
    • Educação - cada vez mais se acirram as desigualdades no acesso à educação. Outro aspecto importante é: já se implantou a Lei 10.639/03 - História e Cultura Afro-Brasileira?
    • Trabalho - quam continua a receber os menores salários, mesmo tendo anos equivalentes de estudos aos brancos?
    • Renda - a renda garante uma saída para que o racismo não afete as pessoas que dela possuem? Quem está na base da pirâmide a muito tempo com a menor renda de todas?
    • Tecnologia - a brecha digital afeta quem em primeiro lugar? Se a discussão é tecnologia, porque estamos fora das discussões centrarais sobre elas, justamente nós, povo negro, que para esta terra aplicamos todos os nossos conhecimentos e tecnologias acumulados;
    • Tecnologia 2 - a desigualdade de acesso à informação, menor número de posse de computador e acesso à internet, baixa qualificação dos profissionais que desenvolvem projetos escolares com base no usos dos equipamentos disponíveis, baixo uso dos computadores no ambiente escolar público;
    • Terra - as comunidades quilombolas continuam sendo um calcahar de aquiles para aqueles que sempre tiveram acesso irrestrito à terra. Posse da Terra para as Comunidades Quilombolas;
    • Seguridade - a população negra é quem ainda recebe os piores tratamentos neste sistema, que em tese, deveria atender a todos/as sem distinção;
    • Alimentação - avanços ocorreram, mas a quantidade mínima de calorias que a população negra consome ainda é muito auém das mínimas necessárias, ou comparativamente, é bem menor que as consumidas pela população branca;
    • Conforto, Lazer, Segurança, Recursos Naturais, Mandatos Eleitorais (Senado, Congresso, Governos, Câmaras), etc]

  • os persistentes ATAQUES ÀS CONQUISTAS DA POPULAÇÃO NEGRA:
    • Cotas raciais na Educação Superior - hoje, esta discussão está na ordem do dia do Supremo Tribunal Federal, porque um Partido Política abriu, impetrou uma Ação Direta de Inconstitucionalidade [ADIN] das Ações Afirmativas, no formato Cotas Raciais. Até onde me consta, esta partido nunca questionou cotas que a população branca sempre se beneficiaram;
    • Comunidades Quilombolas - outra Ação Direta de Inconstitucionalidade está tramitando, visando derrubar o Decreto que regula as normas para titulação das terras quilombolas, justamente a norma que diz como fazer a coisa funcionar.
Este mÊs é de MOBILIZAÇÃO. Por isso, estaremos aqui, abrindo o nosso Novembro Negro, como sempre fazemos, em tom de atenção às informações, posicionando-nos quando necessário.

UM FELIZ NOVEMBRO NEGRO PARA TODOS/AS, À LUZ DA VITÓRIA DA PRIMEIRA MULHER NA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. VIVA A NÓS TAMBÉM !!!




Nenhum comentário: